Para Maiores

Squirt: ejaculação feminina

Shutterstock
SECO_APLICATIVOS_CELULAR

Você já se perguntou o que é squirt? Tenho certeza de que pelo menos 90% das mulheres não sabe do que se trata. Bem, o squirt é a ejaculação feminina. Isso já pode até ter acontecido com você, e você ter apenas sentido um líquido transparente e inodoro (inclusive, parecidíssimo com água) saindo por entre suas pernas. Você pode também ter ficado sem graça, achando que fez xixi durante a transa. Pode ainda ter acontecido de você ter visto vários vídeos nos quais pornstars esguicham água pela vagina, deixando você cheia de dúvidas, como por exemplo: “por que diabos eu nunca consegui fazer isso?” ou “o que diabos é isso?”.

Bem, não é fácil “chegar lá”, já que é necessário que haja vários estímulos simultâneos, exatamente no lugar certo. Exatamente por isso, jamais se sinta frustradas por não conseguir “esguichar” e “exteriorizar” seu orgasmo. As pornstars podem até fazer parecer uma tarefa fácil, mas não é. Segundo estudos, pelo menos 95% da população feminina nunca tive um squirt. 

A ejaculação feminina é produzida pela glândula skene. Não é preciso ter nojo. É apenas “água”. Sem cheiro, sem cor. Portanto, se um dia rolar, nada de vergonha, ok? E se não rolar, nada de vergonha também! O squirt é apenas uma “exteriorização” do orgasmo. E entenda: orgasmo e squirt são diferentes. Você pode muito bem chegar ao orgasmo, ao ápice do prazer, sem esguichar, como também pode chegar dessa forma, com o squirt. Nada de neuras.  Cada garota tem seu corpo e sua forma de sentir prazer.

Existem posições que podem facilitar, caso tenham curiosidade e/ou vontade de sentirem a sensação de um squirt. Toda posição que deixe o canal da vagina mais “apertado” pode ajudar. É bom também estimular sempre o ponto G (próximo do ossinho que fica abaixo do clitóris). Algumas mulheres atingem o squirt com penetração rápida e forte, algumas com movimentos mais suaves. Isso é você (e seu parceiro ou parceira) que irá descobrir. 

Squirt não é um bicho de sete cabeças, por mais que possa parecer. É apenas difícil de acontecer, é verdade, mas não é impossível e nem é algo tão complexo. Caso você queira ver mais sobre isso, é só procurar o termo em sites pornôs, mas nada de neurose, pois sexo é sempre bom. O importante não é esguichar e, sim, atingir o seu orgasmo, da sua forma. Pratique, pesquise, ouse. E boa sorte! xxx. 

*Bianca Fonseca. 1992. Goiânia/Brasília. Auxiliar de Autópsia. Vampira. Graduada em Segurança Pública. Sexóloga nas horas vagas. Não disponível no mercado. Mortalmente Ariana.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
POR DATA