Beleza

Facetas x lentes dentais

Shutterstock


Para muitas pessoas esse assunto ainda é bastante novo, até desconhecido. As lentes e as facetas são “capas” ou “lâminas” que remodelam os dentes, mudando a anatomia, transformando o sorriso e harmonizando o rosto, já que os dentes são refeitos de acordo com o formato da face (redonda, quadrada, triangular etc.).

Nesse tratamento estético usa-se muito o visagismo. “Nós fotografamos o paciente para fazer as lentes de forma harmoniosa. Cada dente é uma face, um jeito específico”, explica um dos pioneiros nesse tipo de tratamento em Goiânia, Rildo Lasmar. 

As lentes de contato dental são laminados de porcelana com uma espessura mínima, feitos por uma impressora 3D. Moldada dente por dente e fabricada com dissilicato de lítio, a lâmina é colada ao dente com um adesivo líquido. O procedimento é indolor e dura, aproximadamente, duas horas. E não é preciso inserir lentes de contato em todos os dentes, apenas onde você e o dentista acharem necessário. A quantidade mais comum é entre 6 e 16 dentes, que costumam aparecer quando sorrimos.

As facetas são lâminas de resina ou porcelana coladas na frente dos dentes, mas exigem um tipo de cimentação feita por leve desgaste do esmalte dentário. No caso das de porcelana, elas são usadas para corrigir dentes estruturalmente mais comprometidos, trincados, desalinhados ou espaçados. Já as de resina são indicadas para casos de correções simples. Assim como nas lentes, o protético fará um molde para a fabricação. Mas é possível que a resina seja colocada diretamente no consultório, o que os profissionais chamam de facetas diretas. Tanto a resina quanto a porcelana são materiais bastante resistentes.

A principal diferença entre lentes e facetas fica mesmo por conta do material de fabricação, que varia de acordo com o volume de desgaste do dente. Se há muito desgaste, a proposta é a faceta de porcelana, cuja espessura é maior e cobre completamente a cor do dente. Se o desgaste é pequeno, sugere-se o uso das lentes de contato da odontologia, de espessura bem fina.

Mas as indicações para as lentes e facetas também podem variam entre dentes separados e aqueles com más-formações. Para ambos os procedimentos, o tempo final de tratamento é entre uma e duas semanas. E é bom lembrar do avanço tecnológico desde as facetas mais antigas, cujo aspecto era bem menos natural. E não se engane: as lentes dentais pode parecer frágeis e descartáveis, mas são resistentes e seguras. 

Nem tudo são flores

As lentes de contato não são indicadas para quem rói unhas, por exemplo. Isso pode machucar a estrutura da lente. Outra desvantagem é que, como o esmalte foi removido, os dentes podem ficar sensíveis aos alimentos quentes ou frios. 

Além disso, caso pense no clareamento, ele deve ser feito antes da implantação das lentes de contato. O tempo de duração é entre 5 e 10 anos, com substituição após esse prazo. Já com as facetas, apesar de resistirem a manchas, é necessário evitar alimentos como café, chá e outras bebidas escuras. 

A manutenção, tanto das facetas quanto das lentes, deve ser feita de seis em seis meses, além da higienização básica (escovação e fio dental). Alguns profissionais ainda recomendam o uso de uma placa de mordida noturna em acrílico para proteger a mordida e o material durante o sono.

O estético necessário

É importante que as pessoas deixem de ver os aspectos de beleza e necessidade como opostos. “Porque a estética é necessária e o necessário é estético”, lembra Lasmar. O dentista já viu casos de quem se bloqueou para um namoro ou um emprego por causa da insatisfação com o sorriso. “A autoestima precisa ser melhorada. A pessoa deve transmitir prazer em conversar e se expor”, completa.

O mercado cobra uma média de R$ 1,5 mil a R$ 3 mil por lente, valor mais alto do que as facetas, que variam entre R$ 700 a R$ 2 mil. “Eu sempre faço de 10 a 12 lentes superiores. O sorriso fica mais largo, mais aberto e bonito”, exemplifica o odontologista, lembrando que o procedimento é irreversível para as lentes. No caso das facetas, caso haja algum dano à estrutura, é possível fazer a reparação.  

Facetas

Espessura mais grossa
Feitas de porcelana ou cerâmica
Própria para casos de maiores desgastes dos dentes
Ainda é necessário desgastar um pouco os dentes para sua cimentação
Mudam totalmente a cor dos dentes por causa de sua espessura
Podem ajudar o sorriso de forma funcional, como a melhor mastigação
Aplicação simples e indolor
Em caso acidental, o procedimento na lâmina é reparável
São mais em conta

Lentes Dentais

Espessura mais fina
Feitas de porcelana ou cerâmica
Própria para casos em que há menor desgaste dos dentes
Dispensa desgaste dos dentes para sua cimentação
São translúcidas, transmitindo a cor natural do dente
Não alteram a funcionalidade da estrutura
Aplicação simples e indolor
Em caso acidental, o procedimento é irreparável. Pede-se a substituição total.
São mais caras

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.