Beleza

Mudando a estética do sorriso

Shutterstock


Você já pensou em colocar facetas e lentes de contato nos dentes?  Tendência entre os famosos e anônimos, esse procedimento gera inúmeras dúvidas. Pensando nisso, o cirurgião-dentista Ézio Kerdoli, especializado em prótese dentária e implantodontia, tira dúvidas sobre o uso de facetas e lentes de contato nos dentes. 

Como escolher entre faceta e lente? 

O que define se é necessário usar lente ou faceta é a própria condição de saúde dental do paciente. É necessário um planejamento integrado de anatomia dental e suas proporções, uma boa sintonia com o laboratório de prótese dentária, para conseguir o mesmo padrão estético em todos os dentes.

O desgaste necessário para a aplicação da faceta pode prejudicar o dente? 

A faceta exige um maior preparo dental. O paciente pode ter restaurações insatisfatórias nos dentes, fraturas, deficiência de anatomia dentária, diastemas [espaço entre os dentes] que precisam de algum tipo de tratamento. O desgaste é feito minimamente e isso não causa problema ao dente. Em casos nos quais é necessário desgastar um pouco mais, podemos fazer facetas provisórias de acrílico ou resina bisacril, que é uma maneira de mostrar formato, largura e comprimento em que vão ficar os dentes. Cria-se um provisório para proteger o desgaste até que o tratamento esteja concluído. 

Como é feito o planejamento da aplicação?

Por meio de um planejamento de reanatomização do sorriso por adição, com correção do alinhamento incisal anterior, verificação das proporções dentárias, fechamento de espaços entre os dentes e a necessidade de correção da anatomia gengival por cirurgia plástica gengival. Neste contexto, uma moldagem é realizada e um modelo é encerado, o mock-up obtido, para transportar essas alterações para a boca do paciente. Com um polimento e refinamento desse modelo, sabemos como o resultado será. Outra maneira é aplicar diretamente nos dentes uma resina para fazer um ensaio. O profissional, que deve ter habilidade para isso, consegue simular aparência e dimensões do dente. 

Como é a manutenção? 

Como todo tratamento odontológico, deve ser acompanhado a cada seis meses, para avaliar a condição de higienização pelo paciente, reforçar as orientações de uso e aplicação de flúor. 

Existe risco de a faceta ou lente cair? 

Com a melhoria das propriedades físicas e mecânicas das porcelanas, juntamente ao desenvolvimento dos sistemas adesivos e cimentos, houve uma melhor união das peças de porcelana com o dente, aumentando a longevidade dos tratamentos com lentes ou facetas. Desta forma, podemos afirmar que os insucessos são mínimos. 

Além de serem um tratamento estético, faceta e lente também podem resolver problemas bucais?

Conseguimos fechar diastemas, blackspaces. Em situações que pediam ortodontia, você consegue um alinhamento e uma aparência melhores para os dentes. Mas pode ser necessário tratamento multidisciplinar, envolvendo ortodontia, periodontia e implantodontia para conseguir não só harmonia do dente, a harmonia branca, mas também a harmonia rosa, que é a da gengiva. A faceta e a lente são a última etapa. 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.