Comportamento

Apresentadora critica letras de DJ ao vivo: 'extremamente machistas'

Reprodução / Twitter


A apresentadora Titi Müller, do canal Multishow, foi escalada para cobrir as transmissões do Lollapalooza 2017 pelo canal pago BIS e, nesse domingo (26), chamou a atenção nas redes sociais ao criticar, ao vivo, o show do DJ israelense Borgore. O artista é conhecido por trazer letras machistas e incentivar as fãs a tirarem a roupa na web e nos shows. Diante disso, Müller iniciou a apresentação do show falando um pouco sobre a trajetória do produtor e revelando o conteúdo, considerado por ela, machista. “Na medida em que ele foi ganhando visibilidade, as letras compostas por ele, extremamente machistas, misóginas… babacas mesmo, foram ganhando visibilidade e muitas críticas", disse. 

A apresentadora revelou, ainda, uma das letras do DJ. "Teve muita gente que foi em defesa. A própria Nervo, que vai tocar aqui hoje e não autorizou nossa transmissão, falou que apesar de compor letras tipo ‘aja como uma vadia, mas antes lave louça’ é só um personagem. Querido, na próxima encarnação, invente um personagem melhor. Eu gostaria de falar ‘machistas não passarão’, mas vai passar neste canal agora. É isso aí, Borgore. Vai que é tua, querido”, continuou Titi. 

Ao final do seu discurso, a apresentadora criticou a própria transmissão do show do israelense. “Eu gostaria de dizer que machistas não passaram neste canal, mas vai passar agora, pelo menos no palco Perry. É isso aí, Borgore, vai que é tua, querido." Mas após um tempo de transmissão da apresentação de Borgore, Titi voltou para anunciar que o show não iria mais ser transmitido pelo BIS e que poderia ser visto apenas online pelo site do canal pago Multishow. “Lá está o palco Perry na íntegra, sendo machista ou não.”

O israelense Asaf Borger, de 29 anos, começou sua carreira musical como baterista da banda de death metal Shabira. Ele adotou o nome de Borgore após se mudar para Los Angeles e se lançar como DJ e produtor musical. Em 2012, Borgore lançou o single "Decisions", com participação de Miley Cyrus. Ele é considerado o artesão por trás da transformação da ex-estrela infantil em uma cantora conhecida pelas letras e coreografias repletas de sexualidade. Já em suas músicas, não faltam versos considerados agressivos contra as mulheres, como "Se eu quero uma garota, eu pego. E pego a amiga dela" e "Mas o boquete é a única maneira de calar a boca dela".

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.