Comportamento

Visão antes e depois dos 40

Shutterstock

Assim como em qualquer outro momento da vida, a visão na fase adulta requer cuidados e visitas periódicas ao médico. Segundo o oftalmologista João Carlos Rodrigues de Melo, a chegada dos 40 anos é um divisor de águas na saúde dos olhos. 

Início da vida adulta
As doenças mais comuns são as ametropias: miopia, hipermetropia e astigmatismo. Há a possibilidade de intervenção cirúrgica, mas normalmente a correção é feita com o uso de óculos ou lentes de contato. 

Após os 40
Outros quadros clínicos podem interferir na qualidade visual depois dos 40, como: retinopatia diabética (uma complicação do diabetes melittus que pode levar à perda parcial ou total de visão), glaucoma e catarata precoce. "Vale destacar que as principais causas de cegueira irreversível são a retinopatia diabética e o glaucoma." 

Vista cansada
O que marca a fase adulta é a presbiopia, mais conhecida como vista cansada. Nesse caso, a pessoa apresenta maior dificuldade para enxergar de perto. A vista cansada é inerente ao envelhecimento e exige uso de óculos multifocais.
 
Excesso de luminosidade 
Embora não seja regra, João Carlos afirma que é possível desenvolver ou intensificar a miopia por conta de esforço prolongado. Em muitos casos, o quadro é ocasionado pelo uso de dispositivos eletrônicos próximos aos olhos. A recomendação é evitar a proximidade e, de preferência, reduzir o tempo de uso de celulares e tablets.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.