E-books

Ludovica lança segunda parte do e-book “Viva a Diferença”

A plataforma multimeios Ludovica lança em junho o especial Viva a Diferença, Parte II, Tratamento. O e-book traz uma coletânea dos melhores textos do blog Viva a Diferença!, do site Ludovica, escrito pela advogada Tatiana Takeda. A articulista compartilha a experiência como mãe de uma criança autista e advogada estudiosa dos direitos das pessoas com deficiência. 

Na primeira edição do Especial Viva a Diferença, que em poucas semanas teve mais de 1.100 downloads, a autora fala sobre o que é autismo e o longo processo até o diagnóstico. Já nesta segunda parte, Tatiana Takeda se dedica às informações sobre o tratamento, dos avanços científicos à discussão sobre a cura, passando pelo trabalho multidisciplinar que é tão conhecido das famílias. 

Com todo o cuidado que lhe é característico, a autora procurou profissionais que atuam diretamente com o autismo dentro e fora do Brasil para apresentar seus pontos de vista e conhecimentos sobre o tema. Ao mesmo tempo, a história pessoal de Tatiana com o filho autista, Theo Luiz, humaniza os relatos de cientistas, psicólogos, fonoaudiólogos e estudiosos.

Para fazer download do e-book, é necessário preencher um cadastro gratuito no site Ludovica. O material também é interativo. Em todos os textos é possível clicar no link para a versão disponível na internet. O Especial Viva a Diferença terá mais uma parte: Direitos e Família, que será lançada em agosto.

Viva a Diferença! 

Tatiana Takeda é articulista do site Ludovica desde agosto de 2015. Até agora, foram mais de 50 posts, alguns escritos a quatro mãos com profissionais que jogam luz sobre o assunto. Com tanto empenho da autora, o blog Viva a Diferença! assumiu o posto de mais lido do site.

Autismo

De 10 anos para cá, o autismo tornou-se um assunto discutido e objeto de investigação pela comunidade científica, tendo em vista o alto índice de pessoas diagnosticadas com esse transtorno. Várias são as hipóteses de aumento de casos, mas nenhuma capaz de explicar porque uma a cada 68 crianças nascem com autismo (estatística norte-americana). No Brasil não há um número oficial, mas estima-se que existam dois milhões de autistas.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.