Blog da Boca pra Fora

É possível ter dentes mais claros sem tártaro

Shutterstock


Nossos dentes são estruturas duras, que saem de dentro dos ossos das maxilas. E mesmo sendo muito fortes, eles podem ser acometidos por outra camada também endurecida: o cálculo dental (conhecido popularmente como tártaro). O cálculo dental pode aderir a parte externa dos dentes, dando um aspecto de sujo e escuro, podendo até comprometer os ossos maxilares.

Então, se você não quer prejudicar o seu sorriso e o seu bom hálito, deve aprender como prevenir esse problema e manter seus dentes sem tártaro. Afinal, além da função de mastigação, a estética dental também conta.

Tome nota para a prevenção

O kit de higiene bucal precisa conter:

Escova de dentes macia; 
Creme dental (se tiver na composição o citrato de zinco, bingo!);
Fita ou fio dental; 
Escovas interdentais macias (para limpar entre os dentes); 
Limpador de língua (evita o excesso de placa bacteriana sobre a língua);
Hidrante labial (os lábios são a cortina do nosso sorriso).

Não é difícil manter uma boa higiene bucal, não é mesmo? Mas se mesmo você caprichar, usando essas dicas, o tártaro continuar se formando sobre os seus dentes é porque em algum ponto você está errando. Isso porque o tártaro só se forma se primeiro houver uma deposição de placa bacteriana (biofilme dental) sobre a estrutura dental. É a partir da placa que a camada vai engrossando e endurecendo, sendo praticamente impossível a retirada dela com a higiene bucal que você realiza em casa. 

Na maioria dos casos, o tártaro dá início a gengivite (inflamação da gengiva), podendo evoluir para uma outra doença bucal bem comum na população brasileira: a periodontite, doença gengival com perda óssea. Infelizmente, a maioria das pessoas não se dão conta que formam tártaro com uma certa frequência. Por isso, nas suas consultas odontológicas, sempre pergunte ao seu cirurgião-dentista se tem algum lugar específico da sua que está formando o tártaro nos dentes. Assim, você vai poder higienizar melhor aquela região. 

Como tratar?

O procedimento para remoção do cálculo dental não é um bicho de sete cabeças. Pelo contrário! Hoje, usamos um ultrassom odontológico que diminui o desconforto e a dor que as pessoas sentem com as raspagens. Só que uma coisa não substitui a outra. O profissional pode associar as duas técnicas e fazer a profilaxia com pastas específicas ou jato de bicarbonato. Cada profissional tem a própria técnica e cada caso é um caso. 

E a pergunta que não quer calar: tem gente que tem mais propensão ao tártaro? Tem sim! Avalie sua saliva. Ela pode estar ajudando, e muito, esse processo.  

*Karyne Magalhães é cirurgiã-dentista, habilitada em Laserterapia e qualificada no tratamento da Halitose, vice-presidente da Associação Brasileira de Halitose (Abha), membro da Associação Brasileira de Odontologia (ABO-GO) e membro da Sociedade Brasileira de toxina botulínica e implantes faciais (SBTI). Acesse karynemagalhaes.com.br e botoxgoiania.com.br.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
POR DATA