Bolsa de Mulher

Seja feliz agora e sempre

Shutterstock


Você é uma daquelas pessoas que acredita que “quando tiver tempo” irá cuidar melhor da sua saúde? Ou então que será mais feliz “quando tiver mais dinheiro”? Há pessoas que vivem em função de uma felicidade que está sempre por vir: no final de semana, nas férias, no ano que vem, quando isso ou aquilo acontecer… E acabam se esquecendo de que há uma vida para ser vivida no presente. De que há muito o que ser conquistado hoje, agora, para ser feliz.

De fato, sonhar alto e estabelecer metas a serem alcançadas são elementos determinantes para se tornar uma pessoa realizada. Mas cuidado! Pode ser que você esteja condicionando demais a sua felicidade. Se você não é feliz com o que tem hoje, possivelmente também não será tão feliz com o que conquistará no futuro. Então, valorize e curta bastante o que possui hoje.

O psicólogo Richard Lucas, professor e pesquisador da Universidade de Michigan nos Estados Unidos, conduziu um estudo acerca da estabilidade da felicidade e chegou a resultados bem interessantes: embora haja mudanças nas circunstâncias da vida de alguém, esse fator não é o que determina sua felicidade a longo prazo. É evidente que há picos de alegria e de tristeza para todo mundo. 

Há dias em que parece que a gente vai explodir de tanta coisa boa que acontece: depois daquela noite de sono maravilhosa, você acorda com o cabelo bom, sem uma espinha no rosto, todos são gentis com você, os passarinhos cantam na rua, aquele projeto que estava emperrado finalmente sai… Até parece que você é uma princesa da Disney.

E não há como negar que há também dias em que parece que vai dar tudo errado… Você chuta o pé da cama com o dedinho antes mesmo de escovar os dentes, seu pneu fura a caminho do trabalho, você toma um banho de café enquanto está usando sua camisa branca favorita e até recebe uma bronca injusta por causa dos erros dos outros.

Ok. Esse é um exemplo exagerado, que demonstra que acontecimentos isolados não são capazes de alterar a sua felicidade a longo prazo. Mas e os traumas? E os momentos mágicos da vida? A vida também é feita de momentos realmente grandiosos (sejam eles bons ou ruins). É aí que o estudo fica ainda mais interessante, porque houve uma análise dos “níveis de felicidade” antes e depois de acontecimentos radicalmente transformadores, como casamentos, divórcios, doença, desemprego.

Olha que legal: os solteiros registravam uma média de felicidade de 7,28 (em uma escala de 0 a 10), ao passo que os recém-casados tinham um salto para uma média de 8,5. E adivinha só? A partir de uns cinco anos de casado, a média reduzia novamente para 7,28! Ou seja: a longo prazo, o casamento parece não alterar o nosso nível de felicidade.

O mesmo é válido também para acontecimentos trágicos, como a perda de um membro ou de uma pessoa querida. Ainda que o tempo de adaptação seja diferente para cada situação e para cada indivíduo (você sabia que o DNA influencia na sua felicidade?), a maioria das pessoas consegue voltar a um estado de felicidade similar ao de antes.

A vida é curta. Por isso, é preciso determinar quão feliz você quer ser enquanto estiver aqui. A proposta de uma produtividade inteligente não se restringe a simplesmente aumentar resultados no seu trabalho. Ela está associada principalmente à sua habilidade de adaptar-se às mais variadas situações e construir a própria felicidade. 

No livro O Jeito Harvard de Ser Feliz, é apontado que pessoas felizes são até 31% mais felizes que as outras. Isso porque elas escolhem enxergar o mundo e seus acontecimentos de uma maneira muito mais leve e positiva, de forma que procurem soluções ao invés de perder tempo e energia com o foco no problema.

Em resumo: felicidade atrai oportunidades! A minha sugestão é que nós possamos aproveitar melhor o nosso dia, de maneira que a gente consiga dedicar tempo a cada área de nossas vidas: a saúde, o lazer, a família, o trabalho, os amigos e a nós mesmos. Lembre-se sempre de que pessoas de sucesso também têm tempo para dedicar aos seus hobbies e fazem aquilo que amam.

O que você tem feito para ser feliz hoje? Compartilhe aí nos comentários! Vamos ajudar outras pessoas a serem felizes hoje!

* Tathiane Deândhela (www.institutodeandhela.com.br) é CEO do Instituto Deândhela, empresa goiana especializada em produtividade e alta performance. É especialista em atendimento pelo Instituto Disney (EUA), em Negociação pela Universidade de Harvard e em Gestão do Tempo, tema de seu livro “Faça o Tempo Trabalhar para Você”.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
POR DATA