Educar faz parte!

Dia das crianças: como será esse dia?

Shutterstock


E chega mais um Dia das Crianças. O que você pensou em fazer nesse dia? Que tal presença no lugar de presente?  Você é capaz de oferecer um dia de muitas brincadeiras e afeto como presente a seu (seus) filho(s)? Gostaria muito que os pais pensassem sobre isso. É muito fácil comprar e entregar algo. E esse algo não substitui o mais importante, que é o amor demonstrado no estar junto de verdade.  

Precisamos sair da obrigação de cumprir uma data comercial para saborear uma data que permita pensar na criança que fomos e na criança que ajudamos a ser. Permitir que experimente ser no lugar do ter também é nosso papel. Mas encontro pais que se assustam quando a proposta é trocar o presente material pelo presente presencial. Sentem-se perdidos, não sabem o que fazer com os filhos ou devedores, como se não cumprissem o papel não presenteando com algo materializado.

Se desejamos um mundo melhor agora temos que mudar nossas atitudes agora também. Filhos precisam de amor, companhia, exemplo, afagos e brincadeiras com os pais. Precisam conhecer seus pais na verdadeira essência da palavra conhecer. E só conhecemos as pessoas, convivendo, conversando, brincando, realizando juntos.

Desejo a todos que neste Dia das Crianças vocês possam voltar à infância, brincando com seus filhos, indo a parques, correndo no clube, pescando nos “pesque pague”, fazendo piquenique etc. Algumas ideias de brincadeiras para você se divertir e conhecer um pouco mais sua (s) criança(s).

Siga o Mestre

Jogue par ou ímpar e o ganhador será o mestre. Os demais obedecerão a ele. O mestre dá uma ordem, começando com "o mestre mandou". Por exemplo: "o mestre mandou pegar uma pedrinha". Quem não pegar, sai. Quem pegar, continua. Até que sobre somente um participante, que será o novo mestre. Quando for a sua vez de ser mestre, peça ao(s) filho(s) para imitar os pais. É muito divertido e você poderá se ver por meio deles. 

Bandinha musical

Crie instrumentos com o que tiver em casa. Dois copos descartáveis e um pouquinho de arroz poderão virar um chocalho. E assim vai. Depois monte um grupo musical com nome, local para show e divirtam-se.
 
Eu sou o fotógrafo

Proponha uma expedição em casa ou em um parque e a criança vai fotografando. Depois apreciem tudo pelo olhar dela. O que ela registrou? Por que achou legal registrar tais cenas, objetos ou lugares? Você conhecerá sua criança através do que elegeu e da sensibilidade. 

Hora da história

Proponha uma contação de histórias por meio das fotografias da família. Peça para ir criando e não necessariamente retratando o que aconteceu em cada registro. Aqui você terá uma noção entre o real e o desejável. É muito legal para oportunizar a aproximação da família sobre o que muitas vezes não é dito. 

Chef de cozinha

Termine o dia cozinhando com elas. Pegue uma receita fácil de executar e façam juntos. Depois montem a mesa e saboreiem. Aproveitem para avaliar o Dia das Crianças. 

Espero que tenha gostada da proposta e que reflita que precisamos urgentemente estar e trabalhar o ser com os nossos filhos. 

*Fabíola Sperandio T. do Couto é graduada em Pedagogia pela UFG, especialista em Psicopedagogia e Terapia de Família e Casais. Trabalha como diretora pedagógica escolar, com uma experiência de mais de 28 anos em educação. É palestrante e terapeuta familiar e de casais. Acompanhem também o blog fabiolasperandiodocouto.blogspot.com.br.
 
Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
POR DATA