Educar faz parte!

Meu filho sofre com as mudanças do horário de verão

Shutterstock


Está chegando mais um horário de verão. Muitos pais percebem que a adaptação das crianças é um pouco complicada. Irritações, sonolência, dificuldades para alimentar nos “novos horários”, rendimento escolar comprometido... Enfim, um trabalho precisa ser feito para ajudá-los. 

No próximo domingo (4) teremos que adiantar o relógio em uma hora. O relógio é fácil, agora o organismo não é tão fácil assim. Acredito que algumas sugestões poderão ajudá-los nesse processo. 

1- Comece hoje mesmo a ir mudando os hábitos. Vá organizando o horário de dormir, mexa um pouquinho no horário das refeições, vá fazendo mudanças gradativas de dez minutos até estar bem próximo da “nova hora” no domingo. Mudar tudo da noite para o dia dificultará bastante o seu “trabalho” com as crianças. 

2- Organize para que todos da casa sejam colaborativos. Um ambiente que propicie a dica 1 é importantíssimo. 

3- Reduza o ritmo das atividades da casa próximo à hora de dormir e comer. Assim entenderão que está na hora de... Assim, os corpinhos das crianças irão se acostumando. 

4- Crie atividades familiares. Isso também pode dar oportunidade de a família se aproximar. É melhor criar situações que irão gerar leveza. Não realizar a adaptação progressivamente pode gerar sofrimento e desgaste com os filhos. 

5- Que tal atividades que propiciem relaxamento para todos da família: leitura de livros, uma boa música, roda de conversas, contos familiares? Assim, próximo ao horário de dormir, eles já estarão preparados para repousar mais cedo que o habitual.  

6- Prepare alimentações leves, inicialmente porque como irão comer uma hora antes, não estarão tão necessitados desse alimento. Aos poucos, retome a alimentação normal. 

Agora, o principal: seja compreensivo. Não cobre tanto essa readaptação. Aos poucos tudo se encaixará. Compreenda a mudança de humor. Eles estarão estranhando tudo e não saberão como lidar. Nem saberão explicar o que estão sentindo, só que algo estará diferente. 

Desejo que esta semana seja propícia para esse caminhar, para, novamente, enfrentarmos a mudança de horário. Abraços afetivos. 

*Fabíola Sperandio T. do Couto é pedagoga, psicopedagoga e terapeuta de família e casais. Ela é membro do IBDFAM Goiás, mestranda em Educação e concluindo a especialização em Organização e Gestão de Centros educacionais. Atua em educação desde 1984 e em consultório desde 1999. É diretora pedagógica de instituição privada do Infantil l ao 9ºano, palestrante e consultora na área educacional e familiar. Publica periodicamente no blog "Educar Faz Parte" (Organização Jaime Câmara/Globo/Ludovica) e na Editora GD.
 
Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores. 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
POR DATA