Papo Musical

A espontaneidade e originalidade da musa do piano

Divulgação


​A chinesa Yuja Wang é uma espécie de “estrela pop” do piano que, com sua espontaneidade e originalidade, vem trazendo milhões de seguidores para o mundo da música de concerto. A própria pianista diz achar que o fã clube aprecia os gostos de Yuja em termos de moda, mas também gosta do fato dela ser ousada, confiante e um pouco atrevida até.

Os concertos de Yuja pelo mundo são simplesmente impactantes e inesquecíveis. Com técnica precisa, limpa e uma maneira excêntrica de se vestir, ao mesmo tempo encanta e estarrece os espectadores. É, sem dúvida, a nova diva do piano mundial. 

Wang iniciou os estudos de piano em Pequim (cidade natal da artista) no início dos anos 1990, numa época em que a difusão da música de concerto ocidental começava a se intensificar na China. Ela continuou estudos no Canadá, na Escola de Música de Calgary, transferindo-se posteriormente para os Estados Unidos. De todas as características da performance de Yuja Wang, o que mais chama a atenção da crítica é o equilíbrio entre o domínio técnico e a musicalidade fora do comum. 

Nos recortes de imprensa reproduzidos no site da pianista, estão comentários de críticos americanos, como: “uma técnica pianística praticamente sobre-humana, com eloquência artística incomparável” e “emoção e musicalidade que transcendem sua idade”.

Yuja afirma: “adoro a arte contemporânea porque consigo incorporar ideias na forma como olho para a música contemporânea. Está tudo ligado. Vem tudo do mesmo lugar, das profundezas da alma, do coração, do intelecto... Sei lá, eu só toco piano”. 

Considerada a sucessora chinesa de compatriotas pianistas que nem sempre passam no teste de empatia emocional, Lang Lang e Yundi Li, Yuja Wang tem o dom de conciliar a incrível capacidade técnica a um profundo entendimento do que está tocando. Com beleza, elegância extravagante e talento fenomenal, tem movimentado o mundo do piano ao redor do planeta.

Além de contrato de gravação com a prestigiada Deutsche Grammophon, a pianista possui uma agenda completamente lotada de concertos nos principais palcos do mundo. Segundo o site de Yuja, entre outubro deste ano e janeiro de 2018, ela tem concertos confirmados na França, Alemanha, Finlândia, Suíça, Dinamarca, Áustria, Itália, Inglaterra, Espanha, Portugal, Noruega, China, Japão e Estados Unidos.

Ouviremos “Noites nos jardins da Espanha”, do compositor Manuel de Falla (1876-1946), com a Orquestra Sinfônica NHK sob a regência do maestro suíço Charles Dutoit (1936) e a solista Yuja Wang, gravado em Tokyo em dezembro de 2014. 

*Gyovana Carneiro é professora da Escola de Música e Artes Cênicas da UFG, doutora em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa – Portugal. Promove séries de Concertos em Goiânia.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores.
 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
POR DATA