Papo Musical

Cinco vozes femininas e o som de uma orquestra

Reprodução / YouTube


Um quinteto de vozes femininas, denominado Carmel A-Cappella,  faz com a voz o que quer. Composto pelas israelenses Ibar Hefter, Keren Jalon, Maya Goldsmith, Moran Shalev e Limor Yanovich, ele tem como diretora musical a argentina Shula Eres. A característica principal desse grupo feminino está em seu nome: elas cantam “a capela”, expressão de origem italiana também utilizada na maioria dos idiomas ocidentais que designa a música vocal sem acompanhamento instrumental.

Esse tipo de música tem suas origens na prática do canto gregoriano, que não exige o auxílio do órgão ou de qualquer outro instrumento, e é executado apenas por vozes de monges ou clérigos que formam o grupo de cantores chamado "schola cantorum".

Esse tipo de música tem suas origens na prática do canto gregoriano O Carmel A-Cappella, atualmente famoso nas redes sociais, possui repertório com uma gama muito vasta e inclui desde arranjos vocais clássicos, com obras de Vivaldi, Mozart, Beethoven, a canções israelitas, obras de Astor Piazzolla, e canções folclóricas de diversos países, jazz e música popular.

No vídeo abaixo, ouviremos alguns trechos de músicas israelitas e a famosa Primavera, do italiano Antonio Lucio Vivaldi (1678-1741).

Contato: 
Carmel A-Capella – Quinteto Vocal +972 – (0) – 507649813
carmel.acappella@gmail.com

* Gyovana Carneiro é professora da Escola de Música e Artes Cênicas da UFG, mestre em Música na contemporaneidade, doutoranda em Ciências Musicais na Universidade Nova de Lisboa - Portugal. Promove Séries de Concertos em Goiânia.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
POR DATA