Papo Musical

Dueto com Chico e Clara Buarque

Divulgação


Dueto é uma composição musical executada por dois músicos ou cantores. Vem daí o título de “Dueto”, composição de Chico Buarque de 1980. A primeira gravação, que traz Chico cantando com Nara Leão (1942 – 1989), foi lançada em um álbum da cantora só com o repertório de Chico – “Com açúcar, com afeto”. “Dueto”  só teve nova versão no início dos anos 2000, quando Chico se juntou a Zizi Possi e gravou a música para a trilha sonora do filme “Amores Possíveis”. 

Recentemente, “Dueto” ganhou uma versão que traz Chico Buarque cantando com a neta, Clara Buarque, de dezenove anos. Clara é filha de Helena Buarque e Carlinhos Brown. Apesar da pouca idade, tem revelado certo talento herdado dos muitos artistas da família. Essa gravação, um belo encontro de família, marcou a inclusão de “Dueto” na discografia oficial de Chico Buarque, já que faz parte de “Caravanas”, álbum lançado em agosto de 2017. 
 
A nova gravação de Chico e Clara se mostra atenta às novas formas de amar... Os dois improvisaram versos no final da gravação: além de constar nos astros, nos signos, nos búzios e nos mapas, “o amor também pode constar no Google, no Twitter, no Face, no Tinder, no WhatsApp, no Instagram, no YouTube, no Snapchat, no Orkut, Telegram, no Skype”.
 
Vale a pena conferir!

Letra de “Dueto” (Chico e Clara Buarque)

Consta nos astros, nos signos, nos búzios
Eu li num anúncio, eu vi no espelho, tá lá no evangelho, garantem os orixás
Serás o meu amor, serás a minha paz
Consta nos autos, nas bulas, nos dogmas
Eu fiz uma tese, eu li num tratado, está computado nos dados oficiais
Serás o meu amor, serás a minha paz
Mas se a ciência provar o contrário, e se o calendário nos contrariar
Mas se o destino insistir em nos separar
Danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas
Os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, projetos
Profetas, sinopses, espelhos, conselhos
Se dane o evangelho e todos os orixás
Serás o meu amor, serás a minha paz
Consta na pauta, no Karma, na carne, passou na novela
Está no seguro, pixaram no muro, mandei fazer um cartaz
Serás o meu amor, serás a minha paz
Mas se a ciência provar o contrário, e se o calendário nos contrariar
Mas se o destino insistir em nos separar
Danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas
Os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, projetos
Profetas, sinopses, espelhos, conselhos
Se dane o evangelho e todos os orixás
Serás o meu amor, serás amor a minha paz
Consta nos mapas, nos lábios, nos lápis
Consta no Google , no Twitter, no Face
No Tinder, no WhatsApp, no Instagram
No YouTube, no Snapchat, no Orkut
No Telegram, no skype.

*Gyovana Carneiro é professora da Escola de Música e Artes Cênicas da UFG, doutora em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa – Portugal. Promove séries de Concertos em Goiânia.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
POR DATA