Beleza

Correções ao redor dos olhos trazem pitada de juventude

Reprodução / Instagram
A apresentadora Xuxa optou por envelhecer naturalmente


Há quem opte por envelhecer naturalmente, como é o caso da apresentadora Xuxa, que já expôs em uma rede social a decisão de encarar a passagem do tempo sem pressões estéticas, e da atriz norte-americana Meryl Streep. Mas, de acordo com Roberto Limongi, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular (SBCPO), os olhos continuam sendo o centro da expressão facial, por isso merecem todo o cuidado.

Segundo Limongi, uma pálpebra jovem normalmente é mais cheia, encurtada e não possui olheiras. A idade e a genética familiar podem causar frouxidão da pele palpebral. Combinadas à flacidez dos ligamentos e músculos da pálpebra inferior e do terço médio da face, resultam em flacidez da pálpebra inferior e bochecha. Resultado? Dobras, bolsas e rugas na pele. 
 
Blefaroplastia

Para quem busca um olhar mais jovem, a blefaroplastia (cirurgia palpebral) é uma saída. “As bolsas nas pálpebras inferiores e as olheiras podem dar uma aparência de cansaço. A proposta é reposicionar ou remover os tecidos moles das pálpebras inferiores e dar um olhar jovem e descansado ao paciente”, diz o oftalmologista.
 
Por meio de uma incisão interna, no tecido róseo detrás da pálpebra, é possível abordar essa gordura, que pode ser retirada ou reposicionada – internamente, e levar para a região das olheiras. “É como se pegássemos toda a areia de uma montanha e forrássemos o vale, formando, assim, uma planície”, detalha.
 
Resultados

O resultado ainda pode ser melhorado com uma cirurgia da pálpebra inferior associada a um levantamento da maçã do rosto, com uma incisão muito pequena. Pacientes jovens e idosos podem se beneficiar dessa técnica. No caso dos mais jovens que têm a maçã do rosto mais baixa, a solução é subi-la um pouco para mudar a convexidade. “Já em pacientes com mais idade, cujo bigode chinês é mais intenso, podemos suavizá-lo por meio de um pequeno corte em que descolamos a região da maçã do rosto, e a linha fica bem discreta”, explica o médico.
Escolha um bom profissional

Diante da opção pela cirurgia, a paciente deve procurar um cirurgião plástico ocular ou um cirurgião plástico que tenha boa formação e referências. Uma vez feita a má escolha, complicações podem tornar-se severas e durar por muitos anos, mesmo com as cirurgias corretivas. O tratamento das olheiras também deve ser acompanhado por um dermatologista.
 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.