Beleza

Dicas para remover maquiagem mais pesada

Shutterstock


Assim como a brincadeira só termina na hora de recolher os brinquedos, a beleza em usar maquiagem só é completa se soubermos remover completamente os resíduos da pele. “É muito importante ter higienização adequada e tirar toda a maquiagem. Ela deve ser retirada de toda a região facial para evitar a obstrução dos poros, que favorece o aparecimento de acne, da área dos olhos, para evitar olheiras e envelhecimento. Os cílios também precisam de limpeza. Isso para evitar a blefarite, um processo inflamatório causado pela presença da sujidade que pode fazer uma obstrução do ducto de saída da glândula, criando uma inflamação e, posteriormente, o terçol”, explica a dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

O dermatologista Jardis Volpe, membro Academia Americana de Dermatologia, afirma que não é indicado retirar a make apenas com produtos de higiene básica, pois eles não são capazes de eliminar todas as impurezas. “O sabonete não é o produto ideal para remover a maquiagem, principalmente as mais carregadas. As maquiagens mais carregadas, mais resistentes e difíceis de remover, em geral são usadas na área dos olhos, como delineador ou rímel. Para esse tipo de maquiagem, devemos usar os demaquilantes, que são mais pesados, como as versões bifásicas e oleosas”, explica o médico.

Os especialistas dão o passo a passo para uma boa remoção de maquiagem. Confira:

1º passo – demaquilante

O demaquilante é um produto eficaz, que ajuda a remover os resíduos de maquiagem e poluição, são prejudiciais à pele. “Na hora de comprar o produto, as diversas opções podem gerar dúvidas. O melhor demaquilante é aquele que você não precisa fazer força para retirar a maquiagem. Os demaquilantes em forma de loção, gel e espuma retiram os resíduos mais leves da pele, como restos de batom, blush e sombra em pó. Porém, para remover produtos de longa duração e a prova d’ água, procure usar demaquilantes específicos para cada tipo de maquiagem. O demaquilante em creme é ideal para peles envelhecidas, sensíveis ou secas. Já a versão líquida se adequa a todos os tipos de pele, até as mais sensíveis. O demaquilante bifásico é metade óleo, metade água, ideal para tirar o make à prova d’água. Não é indicado para peles acneicas ou oleosas. Demaquilante em leite é ótimo para pele sensível, seca ou ressecada, mas também não é indicado para a pele com acne ou pele oleosa. Lenços podem variar na composição e ser adequado para cada tipo de pele. Por fim, a água micelar promove boa limpeza e é uma ótima opção para peles sensíveis e outros tipos de pele”, explica Jardis.

2º passo – sabonete

A escolha do sabonete deve ser baseada no tipo de pele e necessidades individuais. “Há sabonetes de controle de oleosidade ou de acne com extratos anti-inflamatórios, ativos adstringentes, ácido salicílico, peróxido de benzoíla, triclosan, extratos cítricos, entre outros. As peles mais sensíveis, maduras ou secas devem receber loções de limpeza, mousse ou leites sem saponáceo para realizar a higiene diária sem retirar o manto lipídico protetor e apenas remover impurezas”, ensina Claudia Marçal.

3º passo – esfoliar (de duas a três vezes por semana)

Para ajudar na renovação celular, melhorar a penetração dos ingredientes hidratantes e complementar o ritual de beleza, o esfoliante é ideal. “Utilizar, de duas a três vezes por semana, um esfoliante. De preferência com ativos naturais, como a casca do arroz ou a semente de apricot, para promover renovação epitelial. Deve-se aplicar na pele molhada, após lavar com o sabonete, e massagear com movimentos circulares. Deixe ficar por dois a três minutos e enxaguar”, explica a dermatologista.

4º passo – tônico ou adstringente

A última etapa conclusiva do ritual de limpeza é a tonificação. “Esses produtos, apesar da nomenclatura, podem ser calmantes, hidratantes, antioxidantes, adstringentes e mesmo agregarem o benefício de demaquilantes de modo complementar. Os tônicos, além da limpeza complementar e da retirada de resíduos, têm o papel de recuperar também o pH da pele. As peles oleosas podem se beneficiar de loções adstringentes com pequena porcentagem de álcool, enquanto as mais sensíveis devem evitá-lo. Os ativos como moléculas mimetizadoras de células germinativas de extratos vegetais naturais, como edelweiss, menta piperita, Iris, camomila, linho e romã são importantes para fazerem essas funções específicas de nutrição, efeito calmante e antioxidante", diz Claudia Marçal.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.