Beleza

Diga adeus às moldagens

Shutterstock


A mais alta tecnologia em odontologia digital, o escaneamento intraoral chega a Goiânia para substituir aquelas massinhas incômodas próprias para moldagens. O radiologista Juliano Bueno explica porque esta é uma revolução na odontopediatria, ortodontia e odontologia estética.

O que é o escaneamento intraoral?

Por meio da tecnologia do escaneamento intraoral, o cirurgião-dentista pode fazer uma espécie de filmagem dos dentes, gengivas e outras estruturas da boca, ao invés de moldar os dentes com o uso materiais incômodos que, algumas vezes, causam ânsia de vômito. É o fim da moldagem com aquelas massinhas nas clínicas e consultórios.  

Por que esse serviço é uma revolução na odontologia?

Por meio desta nova tecnologia, o cirurgião-dentista terá acesso a modelos digitais, com o do uso de poderosos softwares. Ele poderá fazer planejamentos cada vez mais precisos e rápidos. O tempo de tratamento do paciente também é reduzido e os resultados são cada vez melhores.

O procedimento é desconfortável?

É um procedimento indolor, realizado num tempo médio entre oito e 12 minutos, dependendo do paciente. O equipamento parece uma filmadora em formato de uma grande caneta. Mas não se trata de uma filmagem, e sim de uma tecnologia a laser. Após esse processo de escaneamento, um software realiza a montagem dos modelos digitais ou preparos de coroas e implantes para que possam ser visualizados em qualquer ângulo pelo cirurgião-dentista.
 
De quais outras formas o paciente vem se beneficiando com a odontologia digital?

A odontologia digital é uma realidade hoje no Brasil e, agora, em Goiânia. O escaneamento intraoral, a impressão 3D, a tecnologia CAD/CAM são novas tecnologias que estão mudando o planejamento e a forma de tratamento em especialidades como a ortodontia, implantodontia, cirurgia, dentística e a prótese. Planejamentos cada vez mais precisos, diminuição do tempo de cadeira e laboratório e melhores resultados são os grandes benefícios para os pacientes e também para os cirurgiões-dentistas.

Outras aplicações da odontologia digital:
 
•Substituição dos modelos de gesso, gerando mais segurança no armazenamento das imagens
•Análise de mal posicionamentos, fraturas ou desgastes dentários
•Avaliação de restaurações ou coroas presentes e suas relações com as gengivas e mucosas mastigatórias
•Realização de análises por meio de um programa para visualização em alta resolução e fácil manuseio.
•Obtenção das cores das coroas dentárias em todas as regiões necessárias.
•Escaneamento de preparos protéticos e de implantes.
•Associação de imagens com telerradiografia ou tomografia computadorizada.
•Como referência no planejamento em cirurgia ortognática e cirurgia guiada para implantodontia.
•Realização de análise de modelos, análise de Bolton, entre outras aplicações.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.