Beleza

Mercado de estética demanda por profissionais capacitados

Shutterstock


Vaidade no Brasil sempre foi sinônimo de bons negócios. O país ocupa a quarta posição no ranking de maior mercado de beleza do mundo, perdendo apenas para Japão, China e Estados Unidos, com um faturamento em torno de R$ 42 bilhões de reais por ano. Pesquisas mostram que 83% das entrevistadas, mesmo as mais cautelosas com o orçamento, estão sempre investindo na própria beleza, seja com produtos ou serviços.

Entretanto, quando o país está em crise, todos os setores sentem o impacto, e nem mesmo a indústria da beleza fica imune. O único meio de se manter em crescimento é com estudos e atualizações. Estando preparado e atualizado, o profissional pode driblar a concorrência e conquistar novos clientes. Utilizando-se de alguns truques é possível, sim, vencer a crise e conseguir bons resultados.

Instituto de Ensino em Saúde Estética (IESE) é um exemplo de como profissionais que querem crescer em seus negócios podem investir em conhecimento. As empresárias proprietárias do instituto, Ana Carolina Teixeira e Ivana Lins, sempre foram envolvidas com a beleza e a docência e contam com a ajuda dos conhecimentos de Edson Fernandes na área comercial. “Amar o trabalho e fazê-lo com prazer é 50% do que precisamos para obter sucesso. A outra metade está na aquisição de conhecimento. Entenda o que você faz e aprimore-se. Nós nunca aprendemos tudo. Técnicas e produtos novos surgem a todo momento e devemos estar atentos a essas novidades. Encare os cursos, workshops e palestras como um investimento e estude o máximo que puder”, diz Ana Carolina Teixeira. 

Contando com ampla estrutura e salas de aula equipadas para oferecer conforto e praticidade aos alunos, Ana e Ivana dizem estar sempre focadas em oferecer o que há de melhor e mais atual no mercado, com a ajuda de uma equipe de consultoras treinadas e preparadas, além do corpo docente apto a trazer ao aluno bases sólidas. “O objetivo é levar o profissional a um nível de alta performance nas áreas da estética, micropigmentação, make up e nas mais diversas atividades relacionadas à beleza (maquiagem definitiva, artísticas e outras) ”, conta Ivana Lins.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.