Beleza

Nova tecnologia para gordura localizada promete resultados inéditos

Shutterstock


Seja pelo tempo curto após as férias, por medo dos riscos e complicações ou pela convicção de não desejar passar por uma intervenção cirúrgica maior apenas por motivos estéticos, a procura por tratamentos não invasivos contra a gordura localizada tem aumentado vertiginosamente. Segundo a dermatologista Ana Carolina de Castro, do Instituto da Pele, “as opções de tratamento variam desde terapias com nenhuma comprovação científica até aparelhos que têm o respaldo de um grande número de trabalhos científicos para comprovar sua eficácia”.
 
Ainda conforme a médica, na verdade muitos tratamentos parecem funcionar de imediato. No entanto, isso acontece mais por fazer com que as pessoas desinchem do que por eliminar efetivamente as células de gordura. “Vale ressaltar que nenhum tratamento que elimina de fato a gordura vai apresentar resultados imediatos. Se isso acontecer, saiba que você perdeu água e as células de gordura murcharam, mas esse resultado não vai se manter”, diz Ana Carolina.
 
Um aparelho de origem americana tem apresentado grande respaldo na comunidade científica: o Coolsculpting. A técnica elimina a gordura ao resfriá-la a -13ºC, sem danificar a pele ou outras estruturas. Áreas como barriga, cinturas, costas, pernas e braços podem ter a gordura congelada. Os homens também procuram esse tratamento para reduzir a gordura acumulada no peitoral, a pseudoginecomastia. Novas ponteiras desse aparelho chegaram recentemente ao Brasil, permitindo tratar áreas como a papada e outras regiões maiores do corpo. A dermatologista, com experiência nessa tecnologia há três anos, fala mais sobre o assunto.
 
Como funciona o Coolsculpting?
 
O Coolsculpting trabalha fornecendo resfriamento controlado para atingir as células de gordura abaixo da pele. As células tratadas são congeladas e morrem. Com o tempo, o corpo processa naturalmente a gordura e elimina as células mortas.
 
Quem está mais indicado ao tratamento?  

 
Todo paciente que tem um pouco de gordura localizada é um bom candidato. Existem aplicadores de tamanhos diferentes. Por isso, se houver mais área a cobrir, podemos fazê-lo. Esse procedimento é perfeito para aquela gordura teimosa, que não sai, apesar de dieta e exercício adequados. Porém, não é um atalho para a perda de peso. Então não são bons candidatos aqueles que só querem perder peso. 
 
Qual a vantagem desse procedimento?  
 
A vantagem dessa técnica é que, por se tratar de um procedimento não invasivo, não existe tempo de recuperação e a pessoa pode voltar para as atividades sociais e profissionais logo após o tratamento.
 
O que devemos esperar após o tratamento?
 

Geralmente, leva cerca de três meses para os resultados completos aparecerem, mas você pode começar a ver uma diferença em apenas quatro semanas. Após o procedimento, o corpo continuará a processar as células de gordura por aproximadamente quatro meses. Depois de uma sessão, a perda de gordura no local tratado chega a 35%, segundo vários estudos bem realizados.
 
É permanente?
 
Sim. Uma vez que as células de gordura se foram, elas se foram para sempre. Mas, lógico, a pessoa não deixa de engordar em outros lugares e nas células restantes do mesmo local.  

 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.