Beleza

Xô, flacidez

Shutterstock


Quando o assunto é beleza, não podemos esquecer o protetor solar e os creminhos anti-idade. Mesmo assim, o envelhecimento é inevitável. Já a partir dos 25 anos, a produção de colágeno é reduzida e problemas como a flacidez da pele aparecem. Uma novidade é o ThermiTight, um aparelho de radiofrequência invasiva, que trata a flacidez de pescoço e face. Além disso, ele também melhora o contorno do rosto em apenas uma sessão. O cirurgião plástico Eduardo Ferro fala mais sobre a técnica:

Como funciona o procedimento?

Funciona através da estimulação do colágeno e da elastina. Isso provoca a retração da pele e, assim, um resultado não cirúrgico que melhora a flacidez indesejada. Essa técnica foi desenvolvida pelo cirurgião plástico americano Brian Kinney, de Los Angeles. No Brasil, ainda existem pouquíssimos aparelhos disponíveis.

O tratamento é dolorido?

O ThermiTight é uma ótima opção de lifting não cirúrgico e com rápida recuperação da pele. Para o procedimento, é realizada uma anestesia local. Depois, é aplicada a radiofrequência através da produção do calor. 

Para quais problemas a técnica é indicada?

O procedimento é indicado para flacidez do pescoço, braço e coxa. Também é usado no combate à celulite e para a eliminação do culote. Além disso, a técnica pode ser adotada para flacidez na barriga e pós-gestacional.

Quais são os benefícios?

O ThermiTight nos permite regenerar a pele do paciente de dentro para fora, de forma bem natural e sem efeitos colaterais. O que explica um sucesso tão grande do ThermiTight é que, após o fim do procedimento, o paciente vai para casa e não precisa de repouso. Além disso, o resultado é visível em poucos dias. 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.