Casa

Academias em condomínios aliam vida fitness e bem-estar

Divulgação
Perspectiva Academia Epic City Home, da City Soluções Urbanas em parceria com a OM Incorporadora


Quem tem uma rotina corrida sabe bem que ter tempo, nos dias de hoje, é um dos maiores luxos dos quais as pessoas podem dispor. Diante do dia a dia tão atribulado, o cuidado com a saúde, seja física ou mental, assim como o bem-estar, recebeu um novo olhar. Assim, o hábito de frequentar academias, independentemente da prática realizada, é uma realidade que ganha cada vez mais adeptos. E um ponto que agregou mais praticidade a esse costume é a presença de academias em condomínios verticais, excluindo da equação fatores como trânsito, deslocamento e superlotação, e aproximando a vivência nesses espaços do cotidiano.

“Poder treinar em um ambiente profissional a uma distância de um elevador ajuda a conquistar esse precioso tempo”, afirma a arquiteta Patricia Totaro, especialista e referência no desenvolvimento de projetos de academias. “Entendo que as academias já foram, no passado, espaços somente fitness, com foco na forma física. Depois evoluíram para locais de bem-estar, aliando o corpo a mente”, complementa.

Abraçar os frequentadores desde a entrada até o fim do treino é o que faz o ato de se exercitar perder o peso de obrigação e adquirir certa leveza, um status até mesmo de lazer. “As academias hoje podem ser encaradas como espaços de lazer. Então, além dos aparelhos propriamente ditos, temos espaços para exercícios funcionais, que são mais ativos e que grande parte dos usuários entende como mais divertidos. Esses locais estão evoluindo como componente de entretenimento”, afirma.

Assim, por meio da especificação de mobiliário, elementos, paleta de cores e até iluminação, são garantidas formas de acolher as pessoas. “A proposta é que o futuro morador sinta real prazer em ir se exercitar. Então, utilizamos itens como cores sóbrias, materiais de acabamento naturais, contrapondo-se ao ferro dos equipamentos”, esclarece. Outro fator que merece atenção redobrada e faz toda a diferença é o projeto luminotécnico. “A iluminação tem que ser bem dosada para não atrapalhar o exercício, nem sendo um ambiente muito claro nem muito escuro. O conforto térmico é fundamental. Um bom projeto de climatização é aquele que passa desapercebido, pois não causa nenhum tipo de desconforto”, enumera sobre os pontos que fazem a diferença no projeto.

Patricia, que é o nome por trás da Academia Flex, do condomínio Alphaville, em Goiânia. Inclusive, esse é seu maior projeto em metragem, com 12.000 m² de área. A arquiteta assina também a academia do Epic City Home, que tem assinatura do renomado Studio Arthur Casas na última área possível de ser construída em frente ao Parque Vaca Brava. “O edifício aposta na retomada de materiais como concreto, madeira e vidro, que trazem a paisagem para dentro dos apartamentos. Com esse olhar, conceituamos cada detalhe da academia com esses mesmos materiais aplicados com criatividade para ajudar a estimular a prática de exercícios”, conceitua a profissional.

Entre os trabalhos mais emblemáticos do escritório Patricia Totaro estão a Unique Family Club, em Brasília, cuja unidade Sudoeste recebeu prêmio internacional como um das três melhores design de academia do mundo. A Ecofit Club, em São Paulo, foi a primeira academia do mundo com construção sustentável e tematizada como um ambiente aberto e acolhedor para toda a família. E entre as novas redes, vale citar a Greenlife, que conta com 6 unidades em Fortaleza. “Projetar espaços onde os usuários pratiquem atividades físicas com prazer e segurança. Queremos que o maior número de pessoas se beneficie da atividade física orientada”, é como ela conceitua o seu amor pelo ofício diário.

Divulgação
Unique Family Club, em Brasília
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.