Comportamento

Acredite: é hora de ir ao dentista!

Shutterstock

Não se sinta sozinho! Sentir pânico em ir ao dentista é mais comum do que você imagina. O assunto foi discutido no Momento Ludovica Saúde, na Rádio CBN, na terça-feira (19). O ouvinte, Rodrigo Deivid, conseguir resumir o legítimo pânico de ir ao dentista: “Tenho 30 anos e odeio ir ao dentista. Nunca fui com a cara daquele motorzinho e do barulho agonizante. O que dizer da seringa enorme? Aquela sensação é péssima, da sua boca torta. Sem falar que às vezes a anestesia não vale muito e o dentista usa o motorzinho de novo e dá mais medo ainda”, diz o ouvinte.

De acordo com o dentista, Henrique Taniguchi, o medo é realmente muito comum. “Acredito que o grande pânico é do profissional que é prático, que não tem muito zelo”, reforça. De certa forma, isso traumatizou as pessoas, principalmente com mais de 30 anos de idade. O profissional aponta ainda que o medo de dentista é como notícia ruim, que corre rápido.

Sobre o barulho do equipamento usado pelos dentistas, Taniguchi afirma que é marcante e que por mais que a odontologia evolua, ainda não é possível silenciar o motorzinho. “Não conseguimos fugir do barulho. As anestesias estão mais modernas, mas o barulho é marcante”, destaca.

Uma forma de acabar com o medo de dentista é ir sempre ao dentista. Pode parecer paradoxal, mas não é. Segundo Taniguchi, o grande problema é a falta de educação para a saúde bucal, uma vez que um tratamento simples pode se tornar um procedimento mais invasivo, porque as pessoas não costumam ir ao dentista. “Estamos falando de uma hora a cada seis meses. Não custa tanto assim. A frequência possibilita ao dentista pequenos reparos e ajustes”, afirma.

Vale reforçar também a importância de desenvolver uma boa higiene bucal, com escovação e fio dental. Dr. Taniguchi reforça que isso deve começar desde a infância e que de preferência, que a higienização seja completa após as grandes refeições.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.