Comportamento

Antibióticos: uso incorreto pode aumentar a resistência bacteriana

Shutterstock


Você sabia que ingerir antibióticos na dose errada ou por tempo indeterminado pode aumentar a resistência bacteriana? Isso é tão sério que a Organização Mundial de Saúde (OMS) criou uma campanha que visa chamar a atenção da população para o problema da resistência ao medicamento, ou seja, quando as bactérias se tornam resistentes a ele, e disseminar a importância do uso consciente.

De acordo com o médico infectologista Leandro Machado, resistência bacteriana é quando a bactéria desenvolve mecanismos para evitar a ação do antibiótico. "Um exemplo de mecanismo é a mudança das porinas. O antibiótico precisa entrar em contato com a bactéria, alguns através de porinas, que são como poros, passando por dentro delas, mas se a bactéria altera essa porina, o medicamento não consegue entrar, nem agir", destaca.

Segundo o especialista, a bactéria pode, ainda, criar uma bomba de efluxo, como se tivesse uma bomba de água dentro dela, expulsando o remédio. Outro mecanismo é a produção de uma enzima que destrói o antibiótico, o deixa inativo ou sem efeito. "Não é que ela seja mais grave ou mais potente que as outras. Mas esse tipo é mais difícil de tratar, porque não tem antibiótico para ela. A solução seria então tentar uma associação de antibióticos ou testar alguns que tenham toxidade", complementa.

Leandro aponta que o uso correto de antibiótico já induz a resistência de bactérias, mas o uso incorreto acelera esse processo. Conforme o infectologista, usar antibiótico para tratar infecção viral, tomar dose errada ou mesmo no tempo errado aumenta a resistência bacteriana. "Converse com seu médico, quando ele prescrever antibiótico, questione a real necessidade, o tempo correto para que se consiga controlar esse quadro das bactérias multirresistentes", aconselha.

 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.