Comportamento

Carnaval: cuidados com a saúde íntima feminina

Shutterstock


O Carnaval está chegando. É tempo de muita azaração, festas, bailes e trios elétricos. Neste período, as mulheres devem redobrar os cuidados com a saúde íntima, principalmente em razão da vida sexual mais ativa e da necessidade, muitas vezes, de uso de banheiros públicos, além do calor típico desta época do ano.

Segundo a ginecologista Juliana Pierobon, da Altacasa Clínica Médica, tudo isso junto é uma bomba relógio e prevenção é essencial. “Em casos de doenças sexualmente transmissíveis, a questão não é confiar ou não no parceiro ou parceira com quem está se relacionando. Se a pessoa foi infectada antes desse encontro no Carnaval, você não tem como saber e talvez nem ele mesmo saiba que tem uma doença venérea. Então, não dá para abrir mão da prevenção. Além disso, existe o risco de uma gravidez indesejada. Os métodos mais comuns de prevenção são a camisinha e as pílulas anticoncepcionais. Mas vale ressaltar que o anticoncepcional não previne as doenças”, explica a especialista.

Evitando doenças em banheiros públicos

A médica alerta que outro grande problema em festas como o Carnaval são os banheiros. Seja banheiro químico ou aquele do bar mais próximo, nunca é seguro sentar no vaso sanitário público. “Recomendo evitar a todo custo tocar as superfícies do vaso sanitário. Nessa hora, é preciso exercitar o agachamento das coxas, pois há risco de contaminação pela água, urina ou fezes, que podem ocasionar micoses, doenças de pele ou infecção bacteriana”, explica.

Segundo a ginecologista, o mais seguro é preparar um kit básico e levar na bolsa para evitar doenças e infecções. “Camisinhas, lenços de papel, lenços umedecidos e álcool em gel são essenciais para quem vai passar o dia inteiro fora de casa, na folia”, conclui.

 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.