Comportamento

Como lidar com as emoções de final de ano

Shutterstock


Uma coisa é fato: o mês de dezembro desperta diferentes emoções. Afinal, é o fechamento de um ciclo e a hora daquela retrospectiva pessoal: realizou os sonhos que queria? Bateu as metas? Está terminando o ano mais endividado ou com a sensação de dever cumprido? Para completar, esse também é um período de renovação. É tempo de esperanças e de traçar novos objetivos para o próximo ano.

Assim, certamente é um momento mais intenso, que acaba sensibilizando positiva ou negativamente a maia das pessoas. Segundo a psicóloga Andreia Rabelo, coordenadora do curso de psicologia da Faculdade Estácio Goiás, frustração e depressão são os estados de humor que mais acomete os brasileiros nesta época do ano.

“O ser humano é multifacetado e cada um tem uma forma de reagir. As festas de final de ano, a ausência de familiares para muitas pessoas e o balanço que se faz da vida pode despertar certas emoções, já que se trata de um período nostálgico. O que motiva a virada do ano é a esperança e o brasileiro aposta muito no novo tempo”, afirma a psicóloga.

Andreia alerta ainda para alguns motivos que têm gerado certa ansiedade nas pessoas nesta virada. Entre os fatores está o cenário político, que divide as sensações. Mas como lidar com essa ansiedade? De forma geral, a psicóloga lembra que é preciso levar em consideração a própria realidade. “É necessário entender que as coisas se ajeitam e tentar ser mais resiliente. Lembrar que vai depender de cada um como encarar o futuro. Estar confiante e de bem com você mesmo é a melhor maneira de encarar uma virada do ano em paz”, aconselha a profissional.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.