Comportamento

Goianos estão consumindo mais vinho, mostra pesquisa

Shutterstok


Que o brasileiro ama uma cervejinha, isso todo mundo sabe. Mas o consumo de vinho vem subindo nos últimos anos e cada vez mais pessoas estão bebendo e apreciando essa bebida regularmente. Pelo menos, é o que demonstra um estudo realizado pela empresa inglesa Wine Inteligence e divulgado em setembro pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin). O levantamento aponta que o número de pessoas interessadas em conhecer e apreciar vinhos e espumantes saltou de 22 milhões para 30 milhões de pessoas nos últimos quatro anos.

E Goiás está entre os estados brasileiros que têm ajudado a expandir esse mercado. Além de integrar as principais regiões produtoras no Brasil, ao lado do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Bahia, Pernambuco, Espírito Santo e São Paulo, o Estado aumentou a compra de vinhos e espumantes de vinícolas gaúchas, a principais produtoras e fornecedoras no país, passando de 2,8 milhões de litros em 2008 para 8 milhões em 2017. Com relação ao consumo, Goiás cresceu cerca de 50% nos últimos cinco anos, saindo de 0,50 litro por habitante ao ano para 0,75 litro.

Para o sommelier Felipe Prigol, proprietário da My Winery, o maior consumo no Estado é explicado pelo aumento da oferta. Esse crescimento do mercado também veio com a elevação da quantidade e interessados no consumo do produto. “Por entenderem que a bebida está ligada à saúde e ao bem-estar, os apreciadores têm voltado a atenção para estudos e reuniões que acabam resultando em confrarias e clubes de vinhos”, explica. Felipe diz que tem visto uma mudança de comportamento no segmento, principalmente no público consumidor. “As mulheres têm se destacado bastante nesse mercado, principalmente porque elas têm tomado a frente também na escolha e na compra de vinhos e espumantes, o que abre uma janela social”, aponta.

Elas e o vinho 

Um exemplo de admiradora da bebida é a relações públicas Lara Macedo, que preside o Clube de Vinhos de Mulheres Luluvinhas.Gyn, com mais de 200 integrantes. “Tudo começou de forma tímida. Há uns oito anos busquei conhecer essa bebida, curiosa por interligar saúde e bem-estar. Éramos cerca de cinco amigas. O mundo dos vinhos despertou na gente um interesse maior por estudos, degustação, entendimento a produção e harmonização”, recorda. Segundo Lara, o grupo se consolidou e, além de reuniões mensais, são realizadas até viagens internacionais em busca de conhecimento de vinícolas e vitivinicultura

Para Lara, o acesso aos vinhos finos ficou bem mais fácil de alguns anos para cá, tornando esse universo de apreciadores de bebida menos restrito. “Essa mudança interferiu consideravelmente no aumento do consumo. Sem contar que a bebida passou a agradar também o paladar feminino, desmistificando alguns paradigmas e mostrando que o mercado está para elas também”, assegura.
A pedagoga e empresária Maria do Rocio Ribas, como uma típica descendente de família italiana, também sempre manteve o hábito de apreciar um bom vinho. E por influência de amigas, resolveu partir para a profissionalização e tornou-se enófila, sommelier e uma das fundadoras da Confraria Amigas do Vinho Goiás. Segundo Maria, a Confraria tem como foco aproximar mulheres que gostem de vinho sob o slogan “Vinho, cultura, gastronomia e networking feminino”, promovendo cursos, encontros e eventos

Segundo a sommelier, de modo geral, o Brasil vem despertando para o mundo dos vinhos e em Goiás não é diferente. “Basta ver a diversidade de oferta nas gôndolas dos supermercados e a quantidade de lojas especializadas que temos hoje”, aponta, acrescentando que campanhas publicitárias divulgando o vinho e seus benefícios para a saúde, a venda pela internet, os clubes de vinho, entre outros fatores, têm contribuído consideravelmente para esse crescimento.

Brinda Brasil

A alta demanda fez Goiânia se tornar palco de um dos mais importantes eventos sobre vinho e espumantes do mercado brasileiro: o Brinda Brasil. A feira, em formato de degustação e aberta ao público, é realizada nesta quinta (29) e sexta-feira (30), no Mercure Hotel, no Setor Oeste. O evento reúne 25 vinícolas de Goiás, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e tem o apoio oficial do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin).

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.