Comportamento

Idade também afeta a fertilidade masculina

Shutterstock


Não é incomum homens com idade mais avanças se tornarem pais. Mas será que existe alguma relação entre envelhecimento e fertilidade masculina? A resposta é sim. Segundo o urologista Sandro Nassar de Castro Cardoso, do Hospital Edmundo Vasconcelos, a idade também pesa nos homens quando o assunto é fertilidade, mas as alterações acontecem mais tardiamente do que no corpo feminino. Em geral, só são sentidas após os 60 anos. 

Diferentemente das mulheres, que já nascem com óvulos, os homens produzem espermatozoides continuamente. Essa capacidade começa a se reduzir a partir dos 60, com a diminuição do volume seminal, diretamente ligado ao envelhecimento da próstata, e com a queda na produção de testosterona, que interfere na fertilidade. "A menor produção do hormônio influencia diretamente a produção de espermatozoides e a qualidade deles. Espermatozoides de menor qualidade tem mais chance de apresentar alguma alteração e tendem a morrer a caminho do óvulo", diz o especialista.

É comum que homens entre 60 e 70 anos já notem a diminuição ou ausência do sêmen na ejaculação e, com isso, a maioria terá uma chance pequena ou praticamente inexistente de ter filhos. Mas não só a idade que prejudica a fertilidade. O urologista alerta que os hábitos modernos também estão relacionados ao problema. 

"Homens e mulheres estão menos férteis do que há cem anos e sabe-se que quem vive em ambientes poluídos, como nas grandes cidades, tem maior risco de ter problemas do que as pessoas que moram no interior. Assim como quem trabalha em contato com substâncias tóxicas, pois elas também são capazes de comprometer o espermatozoide", finaliza.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.