Comportamento

Novembro azul: alimentação pode ajudar na prevenção ao câncer de próstata

Shutterstock


Novembro é o mês escolhido para conscientizar a população sobre o câncer de próstata, segundo tipo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), 2018 deve terminar com até 70 mil novos diagnósticos da doença. Além dos fatores relacionados à idade, histórico familiar, o sobrepeso, a obesidade e alimentação inadequada estão diretamente ligados aos fatores de risco para a doença.

Segundo a nutricionista funcional e oncológica Michelle Mendes, da Aliança Instituto de Oncologia, algumas dicas de alimentação podem ajudar na prevenção do câncer de próstata e até trazer um melhor resultado no tratamento. De acordo com a especialista, um dos principais nutrientes nesse caso é o licopeno, presente principalmente em alimentos de cor vermelha, como o tomate, tão consumido pela população. Goiaba, mamão, pitanga e melancia são outros alimentos ricos nessa substância.

"No caso do tomate, o fruto contém alto teor de compostos antioxidantes, como o licopeno, o betacaroteno, a luteína e a zeaxantina que em conjunto são responsáveis pelas diferentes cores do fruto", destaca. Estudos comprovam que esses antioxidantes possuem propriedades anticancerígenas, que incluem inibição, indução da morte celular e capacidade da diferenciação de células tumorais, o que pode proteger o organismo contra esse tipo de doença. 

"Esse nutriente fica mais disponível quando o alimento é submetido em altas temperaturas. Por isso, o molho de tomate possui mais licopeno que o tomate fresco", complementa Michelle. Conforme a nutricionista, outros alimentos importantes na prevenção contra o câncer de próstata são os ácidos graxos não saturados, encontrados em óleos de peixes como o salmão, e os flavonóides e isoflavonóides, presentes nas frutas, vegetais, soja e chás.

Receita da nutri: molho de tomate funcional

Ingredientes

8 tomates maduros, sem pele;
1 cenoura pequena;
1 beterraba pequena;
2 colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem;
1 cebola grande picada;
4 dentes de alho amassados;
2 colheres de café de açafrão moído;
Ervas a gosto: manjericão, orégano, cebolinha, salsinha;
Sal a gosto.

Modo de preparo

Ferva os tomates até que fiquem com a pele soltando. Bata no liquidificador juntamente com a cenoura, a beterraba e um pouco da água do cozimento do tomate. Na panela, refogue a cebola e o alho juntamente com o azeite. Acrescente o molho liquidificado e deixe ferver por cerca de 20 a 30 minutos. Enquanto o molho estiver no fogo, acrescente aos poucos o açafrão moído, as ervas e o sal a gosto. Espere esfriar e armazene em potes de vidro. O molho pode ficar na geladeira por uma semana ou três meses no congelador.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.