Comportamento

O que você sabe sobre a higiene bucal do seu cachorro?

Shutterstock


Como é a higiene bucal do seu pet? Você costuma escovar os dentes do seu cachorrinho? Bem, sortudo é o dono do cachorro que permite que escovem seus dentes tranquilamente. Isso porque, segundo o médico veterinário Ricardo Cabral, da Virbac, essa tarefa costuma ser estressante para ambos, sendo muitas vezes deixada de lado. “Além do fato de não ser uma atividade fácil, o maior problema é que muitos proprietários ainda não têm a devida consciência da importância de manter uma boa higiene bucal", diz. 

Por outro lado, ainda conforme o especialista, há também pessoas que não sabem realizar a limpeza dos dentes dos cães corretamente. Ricardo lista algumas dúvidas sobre o assunto e explica os principais mitos e verdades sobre o tema. Confira:   
  
Manter a higiene bucal é fundamental para evitar diversos problemas de saúde do pet

Verdade. Não realizar a escovação diariamente pode causar leves inflamações na gengiva que, se não tratadas, podem evoluir para gengivite grave, reabsorção do osso alveolar e até a perda de dentes. O acúmulo de bactérias pode também cair na corrente sanguínea e levar até a alterações sistêmicas.

É necessário escovar os dentes do cachorro todos os dias

Verdade. O ideal é escovar os dentes com frequência, pois a placa bacteriana pode se formar em apenas 12 horas. Recomenda-se a escovação pelo menos uma vez por dia, de preferência de noite, quando o pet já terá realizado todas as refeições, brincado bastante e estará cansado e sonolento. Para os cães que não permitem a escovação diária ou quando isso não for possível, o dono pode oferecer outras opções que auxiliam na limpeza dos dentes, como petiscos, ossinhos e enxaguante bucal, que deve ser colocado na própria água do cachorro, mas sempre mantendo a escovação com a maior frequência possível.

Não é necessária uma rotina para escovar os dentes. O importante é escovar.

Mito. É muito importante criar uma rotina, escovando os dentes todos os dias no mesmo horário. Assim, o animal se acostumará com a atividade e a tarefa ficará cada vez mais fácil de ser realizada.

Utilizar os produtos de uso humano de vez em quando não faz mal

Mito. Não se deve utilizar escova de dente e pasta de dente de uso humano, de jeito nenhum. As escovas para cachorro possuem cerdas mais suaves e especialmente anguladas, evitando que machuque a gengiva e a boca do pet, e garantindo um resultado melhor. Ao contrário de nós, o cachorro ingere a pasta utilizada na hora da escovação e, por isso, utilizar o creme dental de uso humano é o que traz mais riscos. 

Isso porque a sua composição contém flúor, que pode ser tóxico para o animal e causar doenças graves. Além disso, as pastas humanas possuem sabão na sua composição, que pode causar também uma irritação da mucosa gástrica dos cães, levando a um desconforto abdominal e, em casos mais graves, úlceras gástricas. 
  
É normal cachorro ter bafo

Mito. O mau hálito é sinal de que algo está errado e é preciso ficar atento. A falta de higiene bucal é uma das principais causas da halitose, que é o principal sinal da proliferação de bactérias que geram o odor. Se a saúde bucal do pet estiver em dia e mesmo assim o mau hálito permanecer, é importante ir ao veterinário, pois a halitose pode ser causada também por algum problema gástrico ou endócrino.

Qualquer pasta de dente para cachorro serve

Em tese, é verdade. Na prática, é mito. No mercado, existem diversas opções de pastas de dentes para cães que, em sua maioria, garantem hálito fresco e uma boca limpa. Mas nem todas previnem formação da placa bacteriana, do cálculo dentário (tártaro) e das doenças periodontais e sistêmicas secundárias. É preciso ficar atento ao rótulo e às recomendações dos veterinários para não desperdiçar o tempo e energia, realizando uma escovação com produtos que não garantem a saúde bucal completa do pet. Mesmo sendo pastas veterinárias, algumas delas podem conter sabão na composição. Prefira produtos com tecnologia e diferenciais que garantam resultados mais eficientes.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.