Comportamento

Planos para 2018? Saiba como traça traçá-los

Shutterstock
Comer 12 uvas fazendo pedidos ou escolher cores de roupas para dar sorte na virada são alguns dos rituais mais comuns no ano que se inicia. Mas, sem definição de metas e muita disciplina, nem pular sete ondinhas pode fazer você chegar aonde quer. Para começar 2018 com o pé direito, que tal cumprir as resoluções de fim de ano?
 
A coach comportamental Jaci Figueiredo acredita que quatro passos podem ajudar nessa hora: avaliar o ano que passou, estabelecer metas e objetivos, definir o plano de ação e colocá-lo em prática. Vamos começar?
 
1. Faça um balanço
 
Quais foram os planos para 2017? Pós-graduação, academia, novo emprego ou novo amor? O que você conquistou e o que realmente fez para que esses passos se concretizassem? A coach explica que é muito importante entender seu estado atual para definir com clareza aonde ainda quer chegar. Além disso, é fundamental para evitar a repetição dos mesmos erros.
 
2 - Defina metas
 
O que eu quero para a minha vida? O que eu devo continuar a fazer para atingir os objetivos pessoais e profissionais em 2018? O que devo parar de fazer? Esses são alguns questionamentos fundamentais. “Muita gente planeja o próximo ano olhando apenas para o novo ciclo que vai começar. Para ter resultados diferentes, muitas vezes é preciso simplesmente parar de fazer o que já se fazia e não trazia resultados”, afirma.
 
3 – Elabore o plano de ação
 
Faça uma lista de três a cinco metas em cada área da sua vida, lembrando de incluir uma data para a realização delas. O plano de ação será traçado a partir da sua lista de metas. Como os objetivos serão realizados? Quais as competências exigidas para o novo cargo dos sonhos? Quais delas você já possui ou ainda precisa desenvolver? Com essas respostas, você já estará no meio do caminho. Se, por exemplo, você viu que ter um perfil de líder é muito importante para o novo cargo que deseja conquistar, seu plano de ação deve ser baseado em desenvolver competências de liderança que ajudem a realizar seu projeto.
 
4 – Seja determinada
 
Para toda mudança é necessário ter foco, comprometimento, empenho, preparo e até mesmo disposição para sacrifícios, mas, se o objetivo é bom, valerá a pena. “Coloque lembretes no celular, na tela do computador, na porta da geladeira, onde você possa ter uma âncora positiva, sempre conectando com suas realizações e motivando a agir e seguir firme”, diz a coach.
 
6 – Seja otimista
 
Para atingir os objetivos, é importante acreditar que eles são possíveis. “Programe sua mente para o sucesso. Elimine os pensamentos que sabotam seus resultados. Vença suas crenças limitantes e busque alimentar apenas emoções e ideias positivas. Eu posso, eu consigo, eu sou capaz, eu faço, eu aconteço, eu ouso. Isso é muito poderoso para elevar a autoestima e a autoconfiança da pessoa e empoderá-la”, diz a coach.
 
Tecnologia como aliada
 
Vários aplicativos podem ajudar no alcance de metas como cortar gastos, melhorar a saúde ou conquistar um novo amor. Confira opções gratuitas para iOS e Android.
 
- Nike + running:
 
Ajuda a traçar rotas de corridas e caminhadas, registrando tempo, distância e percurso.
 
- Poppin:
 
Ideal para os tímidos de plantão. O app promete a interação entre pessoas que pretendem ir aos mesmos eventos.
 
- GuiaBolso:
 
Para ajudar no controle financeiro, o aplicativo faz relatórios que identificam quanto a pessoa ganha e como gasta.
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.