Comportamento

Quatro dicas para vencer a procrastinação

Shutterstock


O ato de deixar para amanhã tarefas difíceis e que tiram a mente da zona de conforto é algo orgânico. Ou seja, todos os seres humanos são programados biologicamente para procrastinar. Isso acontece porque o ato de deixar para depois têm haver com o medo e o medo existe desde o nascimento. 

A Universidade do Colorado divulgou recentemente que procrastinação e impulsividade podem ser agravadas por questões genéticas. Outro estudo feito pela Universidade de Carleton, no Canadá, mostra que procrastinar afeta a nossa saúde física e mental. As pessoas que o realizam com frequência tendem a ter mais dores de cabeça e contraírem gripe mais fácil. 

Deixar para o dia seguinte uma atividade que pode ser feita sem interrupções pode ser algo positivo. Por isso, que procrastinar não é algo necessariamente ruim. O que a torna um hábito nocivo é o excesso dela, ou seja, quando vira rotina.

Leiza Oliveira, CEO da rede de franquias Minds Idiomas, faz a gestão de mais de 70 escolas. Como qualquer empreendedora, ele teve dias bons e ruins, e resolveu se aprofundar no tema para reduzir a procrastinação. A especialista dá quatro dicas para acabar com a procrastinação no trabalho. Confira:

1. Combata a insegurança

Procrastinar tarefas complicadas tem haver com os nossos medos. Tem pessoas que tem medo do sucesso e não percebem. O primeiro passo para combater o "deixar para amanhã" é se observar. Vale escrever em um papel como se sente no momento em que aparece a preguiça. Dessa forma, terá refletido racionalmente sobre os sentimentos e fica mais fácil enfrentar as inseguranças. Outra dica é fazer terapia e conversar com amigos.

2. Não abuse da força de vontade

Desde que somos crianças ouvimos dos nossos pais e professores que com força de vontade é possível conquistar o mundo. É verdade que ela tem um papel fundamental na conquista dos objetivos, mas ela se esgota. Isso porque a força de vontade está ligada a energia cerebral e como sabemos a nossa mente fadiga após algum tempo sendo usada. O que te mantêm de pé de manhã, depois da noite mal dormida, produzindo bem e entregando resultados são os objetivos pessoais. Por isso, crie os objetivos de curto, médio e longo prazo. E comece devagar com eles. Com objetivos traçados fica mais fácil controlar a ansiedade e não se culpar quando a força de vontade findar.

3. Deixe abas de aplicativos fechadas e mantenha o celular longe

Essa dica parece ser óbvia, mas é a mais difícil de conseguir praticar. Isso acontece porque muitas profissões dependem das respostas instantâneas. Todavia, é comprovado que os seres humanos não são multitarefas e quando o fazem acabam não tendo foco e o resultado da entrega é duvidoso. Vale estabelecer uma rotina de a cada duas horas de atividade, um descanso de 20 minutos, que envolva mexer no celular e\ou tomar um café.

4. Coloque para as tarefas

Vale colocar em uma planilha e acompanhar as tarefas diárias. Ao final do dia você terá o que executou no decorrer do dia e pode até fazer um relatório semanal.

 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.