Lazer

O astral de 2018

Shutterstock


O ano de 2018 será regido pelo planeta Júpiter, Zeus na mitologia grega, que significa “Luz do céu” ou “doador de luz”, simbolizado pelo trovão e o relâmpago. Será um ano de sucesso e abundância, muito propício para se dedicar à evolução pessoal e espiritual. Isso deve ser feito por meio dos estudos, viagens, empreendedorismo, pós-graduação e expansão de conhecimentos.

Júpiter entrou no signo de escorpião no final de outubro de 2017 e ficará todo o ano de 2018 nesse signo, tornando o novo ano extremamente favorável para os signos de água, peixes, câncer e, especialmente, escorpião. Também será ainda para o signo de sagitário, que é regido pelo planeta Júpiter.

Como no universo reina o equilíbrio de forças, o planeta Saturno, o senhor do tempo, entrará em Capricórnio, regente desde signo, no final de dezembro. Assim permanecerá até o final de 2018, cobrando disciplina, perseverança, pragmatismo e uso da razão. Por outro lado, quem estiver cumprindo os compromissos como acordado colherá os frutos e será reconhecido por isso, o que nem sempre acontece. Portanto, é importante estar atento com o uso que se faz do tempo em 2018, pois como sabemos “colhemos o que plantamos” e plantar não é só jogar as sementes. É um ato que exige preparação da terra, adubação e dedicação.

A astrologia nos dá a oportunidade de, por meio dos ciclos, conhecer mais sobre nós mesmos, de podermos fazer novas escolhas e deixar para trás o que muitas vezes não faz mais sentido. Ela permite abrir espaço para novas experiências que podem nos levar a ter uma vida mais plena.

Que 2018 seja repleto de alegrias, realizações e novas conquistas para todos! 

* Artigo escrito por Paula Brandão, astróloga.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.